Alan Wilmer: assassino da Colonial Parkway é identificado

Um grupo de jovens que se encontra na casa de um amigo para se divertir é uma cena corriqueira em qualquer parte do mundo. Em 19 de setembro de...

Um grupo de jovens que se encontra na casa de um amigo para se divertir é uma cena corriqueira em qualquer parte do mundo. Em 19 de setembro de 1987, no estado da Virgínia, David Knobling, 20, e Robin Edwards, 14, se viram em uma festa na casa do primo de David. Eles não se conheciam, mas gostaram um do outro e na mesma noite marcaram um passeio. Então desapareceram. Quatro dias depois seus corpos foram descobertos em uma área de mata da (estrada) Colonial Parkway.

O crime imediatamente deixou os cabelos dos policiais em pés, isso porque havia 20 anos que um duplo homicídio não era cometido no condado. De fato, a ocorrência era sem igual e, também, sinistra, pois as mortes de David e Edwards se juntaram a outras. Entre 1986 e 1989, pelo menos oito pessoas foram assassinadas em locais isolados da Colonial Parkway. Os crimes seguiam um padrão: as vítimas eram casais que paravam seus carros em algum ponto da estrada para namorar, então eram mortas a tiros de uma arma de grosso calibre. Logo, aventou-se a possibilidade da ação de um assassino em série que dirigia pela Colonial Parkway à caça de casais. Ao encontrá-los, ele sorrateiramente os surpreendia e os aniquilava.

O caso nunca foi solucionado e se tornou um dos maiores mistérios criminais da história americana. Quem era o assassino da Colonial Parkway?

O PESCADOR


“Genealogia genética na cola do assassino da Colonial Parkway”, escrevi aqui no site em uma postagem de 2022. E eis que há quatro dias as autoridades da Virgínia vieram com a notícia surpreendente. Graças aos avanços dessas tecnologias, o facínora que ceifou a vida de David e Robin, além de uma terceira vítima, esta não ligada ao caso da Colonial Parkway, foi devidamente nomeado. Seu nome: Alan W. Wilmer.

Falecido em 2017, aos 63 anos, Wilmer não era fichado criminalmente e nem possuía histórico de violência. Pescador, gostava de armas e de caçar animais. Foi divulgado, inclusive, uma foto antiga sua em traje militar. Fora isso, nada mais se sabe sobre o homem.

Wilmer é mais um que viveu uma vida acima de qualquer suspeita, posando de homem sério e trabalhador enquanto no silêncio da noite matava pessoas inocentes.

Após a revelação sobre Alan Wilmer ser o autor do triplo homicídio, sua família emitiu uma nota afirmando estar em “choque completo […] A revelação do que ele fez impactou profundamente nossa família, pois fomos forçados a reconsiderar quem ele era”. Apesar de morto, e após a descoberta, Wilmer continua sendo investigado em conexão com vários outros homicídios.

Referências: [1] Slayings have taken toll on families, sheriff. Daily Press. 19 dez. 1987. Pág. B3; [2] Victim relative: Break in Colonial Parkway Murders. The Virginia Gazette. 25 jul. 2018. Pág. A5; [3] Police name dead suspect in 3 Virginia cold cases, including 2 of the ‘Colonial Parkway Murders’. The Washington Post. 8 jan. 2024.

Siga OAV Crime no Instagram


Por:


Daniel Cruz
Texto

"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." (Platão)
Deixe o seu comentario:

RELACIONADOS

Receba nosso conteúdo por e-mail!

Digite o seu endereço de e-mail:

OAV Crime no WhatsApp!

OAV no Whatsapp

OAV Crime no Twitter

As últimas notícias

Categorias

× Receba nosso conteúdo no WP