DNA e Genealogia Genética identificam mais uma vítima do assassino em série Larry Eyler

Quem nos acompanha e tem boa memória deve lembrar de John Brandenburg, identificado com a ajuda da genealogia genética em abril de 2021 após 38 anos de sua morte....

Quem nos acompanha e tem boa memória deve lembrar de John Brandenburg, identificado com a ajuda da genealogia genética em abril de 2021 após 38 anos de sua morte. Escrevemos as seguintes palavras no post:

“Em 18 de outubro de 1983, catadores de cogumelos descobriram algo sinistro em uma área florestal ao lado da rodovia US-41, no estado de Indiana. Uma olhada aguçada apresentou o horror: quatro corpos humanos se decompondo em uma cova rasa. Eram todos de jovens homens, 17 a 23 anos, brancos, na mesma faixa de altura. Os investigadores não tiveram dúvidas: aquilo era o cemitério de um serial killer. Dois corpos foram identificados, os outros dois não.”

Escrevemos sobre como John Brandenburg foi identificado como um dos dois corpos restantes. Na última quinta-feira, 2 de dezembro, autoridades do Condado de Jasper, também em Indiana, anunciaram mais uma identificação ligada ao assassino de Brandenburg.

Ele é William Joseph Lewis, de 19 anos, que aceitou uma carona em fevereiro de 1982 quando voltava para casa. Infelizmente para o rapaz, o motorista era um serial killer, o mesmo que matou Brandenburg e muitos outros.

Após 39 anos de sua morte, Lewis foi identificado graças às modernas técnicas de sequenciamento de DNA e à genealogia genética. Sua mãe faleceu ano passado sem saber o que aconteceu com ele.

O SERIAL KILLER


Entre 1982 e 1984, pelo menos 21 adolescentes e homens jovens foram encontrados assassinados à beira de estradas nos estados de Indiana e Illinois. Eles eram torturados de forma sádica antes de serem esfaqueados no abdômen e peito. Calças e cuecas eram deixadas em torno do joelho e várias das vítimas foram estripadas e desmembradas. Chamados, profilers do FBI disseram que o psicopata era um homem branco em torno dos 30 anos que tinha ódio de si mesmo devido à sua sexualidade mal resolvida. Ele projetaria uma imagem machista de si mesmo e buscaria a companhia e aprovação de outros homens a fim de obter um sentimento de pertencimento. Ele frequentava ambientes gays, mas morreria de medo de ser descoberto e rotulado como “bicha”.

O perfil se mostrou apurado e o assassino foi capturado tempos depois. Seu nome: Larry Eyler.

Referências: [1] Larry Eyler victim William Joseph Lewis ID’d nearly 40 years after remains found in Jasper Co., Ind. ABC 7 Chicago; [2] Indiana man, 19, identified as 1982 victim of serial killer. Seattle Times;

Podcasts OAV


Escute os podcasts do Aprendiz Verde em nosso site de podcasts ou no agregador de sua preferência.

Apoie o OAV


Apoie o nosso trabalho. O OAV Crime precisa do seu apoio para continuar a crescer, disponibilizando textos e podcasts de qualidade, assim como o desenvolvimento de outros projetos. Acesse a página abaixo e saiba como apoiar.

Por:


Daniel Cruz
Texto

Assine o nosso projeto no Catarse

"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." (Platão)
Deixe o seu comentario:

RELACIONADOS

Receba nosso conteúdo por e-mail!

Digite o seu endereço de e-mail:

OAV Crime no WhatsApp!

OAV no Whatsapp

OAV Crime no Telegram!

OAV no Whatsapp

OAV Crime no Twitter

As últimas notícias

Categorias

×

Powered by WhatsApp Chat

× Receba nosso conteúdo no WP