5 assassinos macabros libertados pela Rússia para lutarem na guerra

Em 2022, a Rússia lançou uma campanha de recrutamento militar nas prisões. Liderada pelo grupo mercenário Wagner, o objetivo era angariar homens para lutar na Ucrânia. Caso aceitassem, os...

Em 2022, a Rússia lançou uma campanha de recrutamento militar nas prisões. Liderada pelo grupo mercenário Wagner, o objetivo era angariar homens para lutar na Ucrânia. Caso aceitassem, os condenados teriam seus crimes perdoados e registros criminais expurgados.

Não é um processo transparente e, para horror dos cidadãos, muitos assassinos voltaram para suas cidades após cumprirem o acordo.

Segue uma lista de cinco homicidas macabros e famosos cujas solturas vieram a público:

1. Nikolai Ogolobyak: um dos mais sombrios homicidas russos, Nikolai foi condenado em 2010 por crimes ritualísticos que abalaram a cidade de Yaroslav. Adorador do Diabo, Nikolai e seu grupo mataram quatro adolescentes em rituais satânicos. Eles banharam-se no sangue das vítimas, arrancaram suas cabeças, removeram os corações e línguas, fritaram e comeram. Uma das vítimas foi esfaqueada 666 vezes, uma aparente referência ao número da Besta. Nikolai voltou a viver em Yaroslav após ser perdoado pelo governo por lutar na Ucrânia.

2. Denis Gorin: matou pelo menos quatro pessoas, mas a contagem de vítimas pode chegar a 13. Ele cortou e comeu partes dos corpos de algumas vítimas e carne humana congelada foi encontrada em sua geladeira. Seus crimes foram perdoados em troca dele lutar na Ucrânia. Em outubro de 2023, uma foto sua no front, em traje militar, foi postada nas redes sociais.

3. Denis Zubov: entre 2013 e 2014 matou três pessoas em Volgogrado após ser rejeitado pela namorada. As vítimas foram mutiladas e tiveram os órgãos sexuais removidos. Na prisão, o condenado assinou contrato com o Wagner e foi lutar na Ucrânia, onde morreu em abril de 2023 — provavelmente nas batalhas por Bakhmut.

4. Vladislav Korobenkov: como o lobo mau, Kobenkov atacou uma garota de 19 anos na floresta; a estuprou, esfaqueou, estrangulou e destruiu sua cabeça ao aplicar 60 pauladas. Este monstro foi libertado em 2022, se juntou ao Wagner e atualmente está desaparecido.

5. Evgeny Tatarintsev: Yana Boltynyuk, 18, estava sendo observada e foi atacada quando caminhava sozinha; ela foi estuprada, estrangulada e teve o corpo queimado. O assassino, Evgeny Tatarintsev, está livre após lutar na Ucrânia.

Fontes consultadas: [1] Pardoned Russian Killer Slain Fighting in Ukraine – Mediazona. The Moscow Times. 12 jan. 2024; [2] The Russian murderers sent home as free men after fighting in Ukraine. Financial Times. 3 jan. 2024; [3] Putin pardons Satanic cannibal that beheaded four teens after he fought in Ukraine. New York Post. 21 nov. 2023; [4] Traduzido: Perdoado pelo Presidente: o assassino e estuprador que matou estudante de Obninsk foi libertado. Kaluga.ru; [5] Traduzido: O assassino de Obninsk foi perdoado antes de ser enviado para o front como integrante do Wagner PMC. RTVI.com.

Siga OAV Crime no Instagram


Por:


Daniel Cruz
Texto

"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." (Platão)
Deixe o seu comentario:

RELACIONADOS

Receba nosso conteúdo por e-mail!

Digite o seu endereço de e-mail:

OAV Crime no WhatsApp!

OAV no Whatsapp

OAV Crime no Twitter

As últimas notícias

Categorias

×