Pedrinho Matador é assassinado a tiros em Mogi das Cruzes

Foi assassinado hoje em Mogi das Cruzes um dos personagens mais icônicos da crônica policial brasileira. Pedro Rodrigues Filho, o Pedrinho Matador, tinha 68 anos e foi alvejado com...

Foi assassinado hoje em Mogi das Cruzes um dos personagens mais icônicos da crônica policial brasileira. Pedro Rodrigues Filho, o Pedrinho Matador, tinha 68 anos e foi alvejado com vários tiros enquanto andava por uma rua do bairro Ponte Grande.

O MATADOR


Pedrinho foi um indivíduo que nasceu, viveu e morreu na violência. Como o russo Igor Irtyshov e o alemão Jurgen Bartsch, cujos casos já foram apresentados neste site, Pedrinho também teve a existência sabotada, e antes de nascer. Grávida, sua mãe sofria violência doméstica e uma vez, seu marido lhe deu um chute na barriga, que acredita-se ter causado um dano cerebral no feto. Hoje sabemos o quanto pancadas na cabeça podem ser prejudiciais e não raras vezes são apontadas como causas de comportamento violento.

Nascido na brutalidade e criado na miséria, Pedrinho mostrou ao mundo do que era capaz ainda muito novo. Por volta dos 13, 14 anos enfiou o braço de um primo em um moedor de cana e ficou surpreso de o rapaz não passar direto pela engrenagem. Enquanto o braço da vítima era triturado pela máquina, Pedrinho pegou um facão e terminou de matá-lo. Pouco tempo depois matou mais duas pessoas a sangue frio, uma delas o prefeito de Alfenas (MG). E nunca mais parou de assassinar seres humanos, ao ponto do homicídio se tornar um “vício”, um “hábito”, de acordo com suas próprias palavras.

Antes dos 18 anos, Pedrinho já havia espalhado o terror em São Paulo, com direito a invadir uma festa de casamento e matar várias pessoas. Preso, passou décadas na prisão e se tornou um dos detentos mais perigosos da história do sistema penitenciário brasileiro. Muito antes de existir o PCC, seu nome foi envolvido na Serpente Negra, uma suposta organização criminosa criada por detentos que visava controlar os presídios de São Paulo.

Na cadeia, matou dezenas de pessoas, incluindo o próprio pai. Mas seu nome só apareceu pela primeira vez quando tentou matar dois presos famosos: o cirurgião Hosmany Ramos e o Bandido da Luz Vermelha. Na década de 1990 veio o estrelato ao aparecer em programas de TV.

Em liberdade desde 2018, a morte apareceu para Pedrinho esta manhã. É um fim que não surpreende. Que o diga Cabo Bruno.

Rex Heuermann foi preso na noite de ontem, 13 de julho, e a mídia norte-americana afirma que ele será acusado ainda hoje no tribunal. A poucos minutos, o governador do estado Kathy Hochul confirmou que Heuermann foi preso em conexão com o caso LISK. Uma coletiva de imprensa, que provavelmente dará detalhas sobre como a polícia chegou até ele, é esperada para hoje a tarde.

Fontes consultadas: [1] Serial killer Pedrinho Matador é assassinado a tiros em Mogi das Cruzes. UOL. 5 mar. 2023; [2] “Serpente Negra” quer domínio de todos os presídios paulistas. Jornal do Brasil. Ed. 75. 22 jun. 1984. Página 14.

Siga OAV Crime no Instagram


Apoie o OAV


Apoie o nosso trabalho. O OAV Crime precisa do seu apoio para continuar a crescer, disponibilizando textos e podcasts de qualidade, assim como o desenvolvimento de outros projetos. Acesse a página abaixo e saiba como apoiar.

Por:


Daniel Cruz
Texto

Assine o nosso projeto no Catarse

"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." (Platão)
Deixe o seu comentario:

RELACIONADOS

Receba nosso conteúdo por e-mail!

Digite o seu endereço de e-mail:

OAV Crime no WhatsApp!

OAV no Whatsapp

OAV Crime no Twitter

As últimas notícias

Categorias

×