A Realidade Incel: as pílulas preta, vermelha e azul

No mundo incel, a ideia de pílulas foi inspirada no filme Matrix onde o protagonista deve escolher se continua em um mundo de ilusão (engolir a pílula azul) ou...

No mundo incel, a ideia de pílulas foi inspirada no filme Matrix onde o protagonista deve escolher se continua em um mundo de ilusão (engolir a pílula azul) ou se aceita ver o mundo como ele realmente é (engolir a pílula vermelha). Entre os incels, tomar a pílula vermelha significa entender as crenças e o significado da comunidade; estes “privilegiados” que enxergam o que o resto da humanidade não vê “sabem” que o mundo é dominado por mulheres. O feminismo tirou qualquer tipo de regalia ou direito dos homens, e o apetite sexual da mulher gerou um tipo de limpeza étnica onde os menos atraentes são descartados, enquanto os bonitões chafurdam-se no hedonismo enfeitiçados pelo poder da fêmea que pode descartá-los a qualquer momento para se divertir com o próximo macho viril. Em resumo, mulheres têm poderes demais e isso precisa ser combatido.

Já o conceito de pílula preta seria uma extensão da pílula vermelha. Hoffman et al escrevem que “a pílula preta é completamente niilista — tomá-la significa aceitar uma realidade mais dura do que a pílula vermelha revela, uma realidade em que as mulheres e a sociedade são intrinsecamente tendenciosas contra os homens que carecem de atributos físicos específicos… [Tais homens] não têm esperança de algum dia serem atraentes para mulheres ou mesmo aceitos pela sociedade”.

Para Bratich & Banet-Weiser, tomar a pílula preta é fundamental para a identidade do incel, pois significa reconhecer o “incelismo” como uma condição permanente.

“Os pílulas pretas aceitam seu destino e até vivem em sua finalidade”.

Tal finalidade é sombria — em vez de fazer as pazes com seus defeitos ou encontrar alguém que os aceite, os pílulas pretas declaram que seus defeitos os tornam totalmente indignos de amor como pessoa; qualquer afeto que eles possam receber é visto como algo superficial e com segundas intenções.

A comunidade incel é notória pela misoginia desenfreada, retórica violenta e teorias fatalistas em relação aos relacionamentos modernos. Homens atolados na cultura incel podem radicalizar e partir para a violência, principalmente aqueles com problemas psicológicos.

Exemplos não faltam e citaremos alguns nos próximos posts.

Referências: [1] Cruz, Daniel; Santana, Marcus. 101 Crimes Notórios e Horripilantes de 2021. OAV Crime. Edição do Kindle; [2] Hoffman, B et al. “Assessing the Threat of Incel Violence.” Studies in Conflict & Terrorism 43 (2020): 565 – 587; [3] Bratich, Jack & Banet-Weiser, Sarah. (2019). From Pick-Up Artists to Incels: Con(fidence) Games, Networked Misogyny, and the Failure of Neoliberalism. International Journal of Communication.

Siga OAV Crime no Instagram


Apoie o OAV


Apoie o nosso trabalho. O OAV Crime precisa do seu apoio para continuar a crescer, disponibilizando textos e podcasts de qualidade, assim como o desenvolvimento de outros projetos. Acesse a página abaixo e saiba como apoiar.

Por:


Daniel Cruz
Texto

Assine o nosso projeto no Catarse

"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." (Platão)
Deixe o seu comentario:

RELACIONADOS

Receba nosso conteúdo por e-mail!

Digite o seu endereço de e-mail:

OAV Crime no WhatsApp!

OAV no Whatsapp

OAV Crime no Twitter

As últimas notícias

Categorias

× Receba nosso conteúdo no WP