Predadores de crianças vivem nas sombras aguardando a oportunidade

Pais, se atentem: suas crianças não estão protegidas da violência simplesmente porque estão brincando perto de onde vivem. Querem um dado assustador? Mais da metade dos raptos de crianças...

Pais, se atentem: suas crianças não estão protegidas da violência simplesmente porque estão brincando perto de onde vivem. Querem um dado assustador? Mais da metade dos raptos de crianças que terminam em mortes ocorrem a uma distância de até três quadras da casa da vítima. Tal informação foi compilada em 1997 pelo Departamento de Justiça dos EUA em um estudo sobre homicídios de crianças. E isso não mudou em 25 anos. Muito menos é diferente em outros países.

Desde que este projeto foi iniciado há 13 anos temos escrito, vez após outra, casos de cortar o coração envolvendo crianças — pegas dentro ou nas imediações de casa por estranhos (e até conhecidos); seus corpos encontrados dias depois após uma massiva investigação e clamor público. Predadores de crianças são oportunistas — a criança só precisa estar sozinha — e muitas vezes são desmascarados como o vizinho que mora ao lado ou o simpático entregador dos correios.

LUANA


Qual o problema em ir sozinha até a padaria? Nenhum. Era o que pensava Jheiny, mãe de Luana Alves, de 12 anos. A menina já estava grandinha e vez ou outra ia até a padaria comprar pão e leite. Mas no último dia 27 de novembro Luana não voltou. Uma câmera a filmou saindo da padaria com uma sacola na mão. Luana desapareceu na rua da própria casa a poucos metros de sua família.

Dias depois um batalhão de policiais adentrou na casa de Reidimar Silva, 31, um vizinho e amigo da família, e encontrou o cadáver de Luana enterrado e cimentado no jardim — ele a viu sozinha na rua; a atraiu; levou para casa; a estuprou; matou estrangulada; ateou fogo no corpo e enterrou.

ATHENA


Dois dias depois da morte de Luana, Athena Strand, de 7 anos, estava mais do que feliz. Isso porque seu presente de Natal comprado via Internet havia chegado: uma boneca Barbie. Naquele mesmo dia algo estranho aconteceu. Como num passe de mágica Athena simplesmente sumiu. A investigação policial, porém, não demorou a desvendar o horror: o entregador do presente, Tanner Horner, 31, sequestrou a criança sem que ninguém percebesse e a matou horas depois.

Esses dois casos chocaram Goiás e o Texas. Tais facínoras estão por aí, portanto, olhos grudados em suas crianças.

Referências: [1] Hanfland, K. Keppel, R. Weis, J. Investigative Case Management for Missing Children Homicides. U.S. Department of Justice. 1997; [2] Menina de 12 anos é encontrada morta após desaparecer em Goiânia | SBT Brasil. YouTube: @SBTNews; [3] Ajudante de pedreiro é indiciado por matar, estuprar e esconder corpo de menina que sumiu após ir à padaria em Goiânia. G1; [4] Polícia encontra corpo de adolescente que desapareceu após ir à padaria e prende suspeito. G1; [5] Ajudante de pedreiro sequestrou adolescente que sumiu após ir à padaria, matou e enterrou corpo no quintal de casa, diz delegada. G1; [6] FedEx driver charged in 7-year-old Athena Strand’s death delivered her Christmas present before abducting her, mother says. CNN; [7] Athena Strand: FedEx driver ‘bundled girl, 7, into van’ after ‘reversing into her’. The Mirror; [8] Athena Strand: FedEx driver admitted strangling 7-year-old after hitting her with van, says warrant. Yahoo News.

Siga OAV Crime no Instagram


Apoie o OAV


Apoie o nosso trabalho. O OAV Crime precisa do seu apoio para continuar a crescer, disponibilizando textos e podcasts de qualidade, assim como o desenvolvimento de outros projetos. Acesse a página abaixo e saiba como apoiar.

Por:


Daniel Cruz
Texto

Assine o nosso projeto no Catarse

"Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." (Platão)
Deixe o seu comentario:

RELACIONADOS

Receba nosso conteúdo por e-mail!

Digite o seu endereço de e-mail:

OAV Crime no WhatsApp!

OAV no Whatsapp

OAV Crime no Twitter

As últimas notícias

Categorias

×